Dez invenções recentes de tecnologia rudimentar que mudaram o mundo
Inovação

Dez invenções recentes de tecnologia rudimentar que mudaram o mundo

Tecnologias não precisam ser de ponta para fazer uma grande diferença na vida das pessoas.

Sais de reidratação oral

No início da década de 1990, as doenças diarreicas matavam cerca de 5 milhões de crianças com menos de cinco anos todos os anos. Esse número caiu para cerca de 1,5 milhão, graças aos sais de reidratação oral – uma mistura de sal e açúcar que pode ser dissolvida em água e administrada em casa. Às vezes, o zinco é adicionado à mistura para reduzir a gravidade e a duração da diarreia. Esta simples inovação talvez tenha salvado mais vidas a um menor custo do que qualquer outra.

Irrigação barata e de baixo consumo

A irrigação é responsável pela maior parte do uso de água doce na maioria dos países – algo como três quartos do total. A irrigação por gotejamento usa metade da água da irrigação convencional e é muito mais produtiva. Mas é cara e normalmente requer energia elétrica. O laboratório GEAR no MIT desenvolveu sistemas de irrigação por gotejamento movidos a energia solar de baixa pressão que podem oferecer os benefícios a um custo muito menor.

Microrrede corrente contínua (CC)

As células solares podem fornecer eletricidade barata e descentralizada. Mas se você estiver conectando-as a dispositivos convencionais em uma rede doméstica normal, há uma grande sobrecarga envolvida na conversão da corrente contínua (CC) que elas produzem em corrente alternada (CA) e vice-versa. Uma pequena rede CC bem projetada pode economizar uma quantidade substancial de energia ao eliminar essa necessidade.

Melhores fogões a lenha

O desmatamento é um problema em grande parte do mundo em desenvolvimento, assim como o é o dano à saúde humana que resulta da inalação das partículas da fumaça dos fogões a lenha. Fogões mais bem projetados, como o de Berkeley-Darfur, usam apenas a metade do combustível para cozinhar uma quantidade similar de comida e também reduzem as emissões de partículas pela metade.

Filtros de água simples e eficazes

Centenas de milhões de pessoas em todo o mundo não têm acesso à água potável. Filtros de água simples e baratos usam cinzas combinadas com nanopartículas de prata para filtrar impurezas e patógenos; eles melhoraram a vida de centenas de milhares.

Hippo roller

Centenas de milhões de pessoas, geralmente mulheres, têm que caminhar todos os dias para obter água suficiente para suas necessidades básicas e transportá-la para casa em baldes. O Hippo roller é um barril de plástico resistente que pode ser virado de lado e rolado para casa, por meio de uma alça anexada, em terrenos acidentados.

Injeção a jato

Vacinas são cruciais para a saúde pública. Mas, no mundo em desenvolvimento, distribuí-la onde ela é necessária é apenas parte do problema. Como você a administra em um local onde as agulhas esterilizadas podem ser escassas? Uma solução é um injetor a jato, uma invenção de décadas atrás que pode enviar um fluxo de fluido direcionado de alta pressão através da pele.

Microscópios de papel

Os microscópios são cruciais para o diagnóstico de doenças infecciosas. Mas, de certa forma, eles são o pior dispositivo possível – pesados, caros e difíceis de manter. Microscópios de papel, também conhecidos como Foldscopes, contêm todas as partes cruciais em uma folha de papel dobrável. Eles podem ser otimizados para diferentes doenças e custam menos de um dólar.

Sistema de comunicação de desastres

Os telefones celulares são comuns mesmo em países pobres, mas quando ocorre um desastre natural, as redes de comunicação das quais esses dispositivos dependem podem falhar. Desenvolvido no Chile, o SiE é um sistema que codifica texto em avisos sonoros de alta frequência que podem ser distribuídos em ondas de rádio transmitidas e recebidos em qualquer smartphone sem a necessidade de qualquer infraestrutura de internet. Um aplicativo no telefone ouve esses sinais e os transforma em uma mensagem de texto.

Rastreador portátil de malária

A malária mata 1.200 crianças por dia. O diagnóstico e o tratamento rápidos são cruciais, mas normalmente requerem um microscópio e um técnico confiável para analisar amostras de sangue. Um sistema mais rápido e simples desenvolvido no ano passado na Universidade do Sul da Califórnia é portátil e detecta os níveis de hemozoína, um subproduto criado pelo parasita da malária, que revela o quanto a doença progrediu.

Nossos tópicos