De brincadeira à distorção da autoimagem, a influência dos filtros de beleza
Podcast

De brincadeira à distorção da autoimagem, a influência dos filtros de beleza

Os filtros de realidade virtual ganharam espaço e fazem parte das principais redes sociais. Eles podem ser usados para brincadeiras, enquetes, beleza e muito mais. Porém, a frequência e as formas de uso podem causar problemas, como a distorção da autoimagem. 

Pessoas cada vez mais jovens, principalmente meninas, estão se acostumando a usar essa ferramenta para mudar a própria aparência, e se aproximar de padrões externos irreais. Pesquisadores ainda não entendem o real impacto que esse uso indiscriminado pode causar, mas afirmam que há riscos reais e que os usuários estão experimentando, sem nenhuma garantia, o poder da tecnologia em formar identidades e afetar a forma como nos relacionamos com outras pessoas. 

No episódio dessa semana, Andre Miceli, Carlos Aros e Rafael Coimbra falam sobre o uso dos filtros de realidade aumentada nas redes sociais e os efeitos que já conhecemos dessa prática. 

O podcast da MIT Technology Review Brasil é uma conversa semanal sobre os principais temas relacionados a tecnologia, inovação e negócios.    

Esse podcast é um oferecimento de SAS e Salesforce. 

Nossos tópicos