Como planejar a sua vida durante a pandemia
Humanos e tecnologia

Como planejar a sua vida durante a pandemia

Uma especialista em visão estratégica compartilha conselhos para tomar decisões em tempos de grande incerteza

A pandemia da Covid-19 chocou o mundo e gerou altos níveis de incerteza econômica, política e social. E para muitas pessoas, o vírus agravou a crescente sensação de incerteza que já sentiam em suas vidas como resultado da automação, tensões geopolíticas e desigualdades cada vez maiores.

Com as muitas mudanças repentinas que a Covid-19 trouxe, planejar o futuro pode parecer impossível. Mesmo as decisões de curto prazo como o que faremos neste fim de semana? Ou devo mandar meus filhos para a escola? – agora exigem que processemos um amplo conjunto de dados e considerações. Tentar imaginar a vida meses ou alguns anos no futuro pode parecer fútil ou mesmo tolo.

Quando enfrentamos altos níveis de incerteza, tendemos a nos preocupar com tudo o que pode acontecer e, muitas vezes, fazemos isso de maneira não estruturada. Esse tipo de preocupação pode estimular reações automáticas e inibir a tomada de decisões sensatas, o que é especialmente problemático no meio de uma crise global, quando se tem tanta coisa em jogo.

A visão estratégica oferece uma alternativa à preocupação improdutiva. É uma forma de pensar que usa futuros alternativos para orientar as decisões que tomamos hoje. Essa ferramenta pode nos ajudar a antecipar melhor as possíveis circunstâncias e, mais importante, nos adaptarmos quando essas circunstâncias ameaçarem nossa capacidade de atingir nossos objetivos.

Ela pode ser um instrumento poderoso para ajudá-lo a entender e avaliar suas opções, mesmo quando o futuro parece muito incerto. Uso essa prática todos os dias em meu trabalho e acredito que também pode ajudar as pessoas a navegar em suas vidas pessoais e profissionais durante a pandemia.

A boa notícia é que muitas vezes praticamos essa estratégia sem nem mesmo perceber. Você está fazendo isso, por exemplo, toda vez que sai de casa e decide se quer ou não pegar um guarda-chuva. Mas podemos fazer um esforço mais explícito para pensar no futuro em tempos de maior incerteza, ou quando estamos particularmente ansiosos com o que está por vir.

Veja como começar a aplicar essa prática em sua vida:

Esclareça seus objetivos

Definir uma visão é um primeiro passo crucial e especialmente produtivo para aqueles de nós que repentinamente descobrem que nosso trabalho ou missão está em perigo. Uma visão pode ser um futuro preferido, um resultado desejado ou apenas uma ideia do que você precisa para se sustentar em um momento difícil.

Por exemplo, em face da instabilidade econômica provocada pela Covid-19, sua visão pode ser a sustentabilidade financeira – ou mesmo apenas a sobrevivência – nos próximos meses e anos. Isso pode se traduzir em uma meta de ganhar uma renda suficiente para sustentar você e seus entes queridos.

Considere quais futuros você pode enfrentar

Desenvolva cenários para explorar o mundo futuro no qual suas decisões serão tomadas. Os cenários são futuros plausíveis, estrategicamente relevantes e estruturalmente diferentes. Eles incluem elementos do passado que prosseguem, como tendências existentes e compromissos estabelecidos, junto a novos componentes, como modelos de negócios, tecnologias ou sistemas de valores que podem surgir em breve.

Para continuar nosso exemplo, você pode criar cenários que consideram diferentes formas para a eventual recuperação econômica – levando em consideração quais empregos podem desaparecer, mudar ou florescer, bem como fatores como se e quanto de apoio governamental poderia estar disponível, se você precisasse.

Identifique as implicações

Depois de criar seus cenários, responda a estas perguntas: Quais ameaças você enfrentaria em cada um? Que desafios ou oportunidades surgiriam? Quais de seus pontos fortes e fracos esses cenários destacam? Que novas questões eles levantam para você? Seja sistemático, respondendo cada pergunta para cada cenário.

Em nosso exemplo, suas implicações podem estar relacionadas ao valor de seus ativos e às oportunidades econômicas que estariam disponíveis para você em diferentes cenários.

Torne suas suposições explícitas e examine sua veracidade

Nossas premissas de planejamento geralmente estão implícitas, o que torna difícil examiná-las ou contestá-las. Torne-os explícitos, anotando-os e, em seguida, classifique suas suposições em três categorias: aquelas que são confiáveis ​​e devem orientar seu planejamento; aquelas que devem ser mais pesquisadas; e aquelas que dificilmente se tornarão realidade.

Em nosso exemplo, contar com a possibilidade de retornar à sua vida pré-coronavírus pode ser uma suposição perigosa. Seu trabalho pode mudar, ou não voltar, mesmo depois que a Covid-19 estiver sob controle. A automação pode ter tornado seu trabalho redundante, ou alternativas digitais para o produto ou serviço que sua empresa produziu podem ter se tornado o novo normal.

Reveja suas opções, planos e decisões

Comece a traçar seu plano de ação. O que você fará quando chegar a um futuro alternativo? O que você poderia fazer agora que o tornaria mais resistente a possíveis desafios? Que habilidades ou capacidades você pode começar a construir? Que pequenos investimentos você pode fazer hoje, para evitar ter que inventar soluções quando se encontrar em um mundo muito diferente do atual?

A visão estratégica nos ajuda a olhar além da situação atual para o que pode se seguir e descobrir como podemos nos preparar para isso. Por exemplo, você pode considerar o treinamento de uma habilidade que será valiosa no futuro – e idealmente, escolher uma que tenha seu valor em vários cenários futuros.

Monitore e adapte

Estabeleça um sistema para monitorar os primeiros sinais de alerta que sinalizam qual dos seus possíveis futuros está realmente surgindo. Isso permite que você adapte seu curso de ação o mais cedo possível ou busque as melhores opções para você mesmo.

Por exemplo, as taxas de juros e de emprego em seu setor, os índices de confiança do consumidor e das empresas e a disponibilidade de vacinas ou tratamentos para a Covid-19 podem ser sinais de alerta precoces para os quais seus possíveis futuros são mais prováveis de acontecer.

Conforme você coloca essas técnicas em prática, é melhor tentar adotar uma mentalidade de visão estratégica:

Aceite a incerteza como a norma

A previsão tem valor, mas pessoas e organizações prudentes não apostam tudo na crença de que as coisas ocorram conforme o esperado. Em vez disso, eles se preparam para uma ampla gama de cenários plausíveis para evitar encontrar-se em situações as quais não estão preparados para controlar ou onde precisam inventar soluções e implementá-las ao mesmo tempo.

Seja humilde quanto à sua capacidade de administrar no momento.

Pensamentos como “Vamos lidar com isso quando acontecer” ou “Isso é apenas temporário e as coisas vão voltar ao normal em breve” são exemplos comuns de ilusões.

Abra os olhos

A pandemia da Covid-19 mostrou como o mundo pode mudar rapidamente. Essas catástrofes massivas não são tão raras quanto gostaríamos de pensar. Essa drástica mudança pode parecer que aconteceu de repente e sem aviso, mas a ameaça provavelmente existia o tempo todo. Podemos ter minimizado sua magnitude potencial ou não dado crédito às suas probabilidades. Cultivar uma perspectiva mais ampla sobre o que pode acontecer no futuro o levará a revisitar suas próprias suposições profundamente enraizadas.

Seja corajoso

Mantenha todos os cenários plausíveis relevantes à mesa, goste deles ou não, mesmo que eles o assustem. Com muita frequência, ignoramos cenários que julgamos ser de baixa probabilidade, mas alto impacto, especialmente se parecerem difíceis de lidar.

Fique de olho nas oportunidades

Em tempos de grande incerteza e crise, tendemos a voltar a jogar na defesa e nos concentrar no que pode dar errado. Dedicar alguma atenção às circunstâncias positivas que podem surgir de uma crise pode ajudá-lo a identificar novas oportunidades.

Reconheça a jornada emocional. Engajar-se com cenários pode desafiar suas suposições e, às vezes, parecer uma ameaça ao seu conhecimento e experiência. Fortalecer seu músculo de previsão estratégica, no entanto, aumentará sua capacidade de ser decisivo, apesar da incerteza e desconforto – e, em última análise, de se tornar mais “apto para o futuro”.

Ponha-o em ação

Vincule suas reflexões sobre o futuro à tomada de decisões e ações reais. A visão estratégica existe para permitir que você faça escolhas mais informadas e reflita sobre o futuro de uma maneira orientada para a ação. Portanto, esteja pronto para fazer alterações com base no que você aprender.


Kristel Van der Elst é CEO do Global Foresight Group, diretora geral da Policy Horizons Canada, assessora especial do vice-presidente da Comissão Europeia Maroš Šefčovič e membro do Center for Strategic Foresight do US Government Accountability Office. Ela é professora visitante no College of Europe e ex-chefe de prospectiva estratégica do Fórum Econômico Mundial.

Nossos tópicos